Cardeal Scherer inicia ano pastoral com o clero da Arquidiocese

Dom Odilo reuniu-se com os bispos auxiliares e todo o clero arquidiocesano
Publicado em: 22/02/2017 - 12:15
Créditos: Redação com Jornal O SÃO PAULO

O início do ano pastoral na Arquidiocese de São Paulo foi marcado pelo tradicional encontro do arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer com o clero arquidiocesano, na manhã desta terça-feira, 21.

O encontro reuniu párocos, vigários e administradores paroquiais, diáconos e todo o clero da Arquidiocese no Colégio Marista Arquidiocesano, na Vila Mariana, zona sul da cidade. Os presbíteros refletiram sobre a caminhada pastoral da Igreja em São Paulo, no ano em que a Igreja do Brasil comemora o tricentenário de Nossa Senhora Aparecida.

No início do encontro, após rezarem juntos a liturgia das horas (hora média), Dom Odilo saudou os bispos auxiliares, e agradeceu todo o trabalho pastoral de mais de 5 anos de Dom Júlio Endi Akamine, na região episcopal Lapa. Nomeado Arcebispo de Sorocaba e tomará posse no próximo sábado,25.

Dirigindo  uma palavra de orientação e encorajamento aos padres, em vista da missão em favor do povo de Deus na Arquidiocese, Cardeal Scherer falou sobre o 12º plano de pastoral (2017-2020), que traz o tema ‘Urgências da evangelização na cidade’. “O 12º Plano Pastoral, elaborado para estar em sintonia com as Diretrizes da CNBB, nos coloca diante dos grandes desafios e urgências pastorais que temos a enfrentar na Igreja em São Paulo”, disse o arcebispo.

Plano de Pastoral

Ao avaliar o desempenho do 11º Plano de Pastoral no ano anterior, chegou-se a seguinte conclusão: “A avaliação do desempenho do 11º Plano de Pastoral, feita amplamente ao longo do ano passado, nos fez perceber que avançamos em muitas frentes na ação evangelizadora e pastoral. Ao mesmo tempo, também percebemos que ainda permanecem lacunas e insuficiências na evangelização aqui em São Paulo”, falou o Cardeal.

Foram apresentadas as seis principais urgências na evangelização, e a recomendação é que a partir delas sejam feitas indicações pastorais para serem transformadas em projetos, programas e ações evangelizadoras e pastorais.

Leia aqui o 12º Plano de Pastoral

Dom Odilo também orientou aos padres que motivem as lideranças paroquiais a estudarem o Plano Pastoral. “O Plano está previsto para 4 anos. Por isso, para cada ano, é necessário ver de que forma traduzir em ação o que ali se propõe. As palavras e estímulos do Papa Francisco nos ajudam a enfrentar esses desafios”.

Da vida eclesial

Aos sacerdotes, Cardeal Scherer recordou que” o ordinário da vida eclesial é que dá o tom à vida de nossas comunidades e ao nosso serviço pastoral no atendimento ao povo no dia-a-dia, no estar junto do povo em suas alegrias, angústias, sofrimentos e esperanças, na animação e estímulo aos colaboradores, na orientação das iniciativas pastorais.

Ampliação da Pastoral Jurídica

O novo Plano de Pastoral apresenta Família e o Matrimônio como nova urgência. Nesse âmbito, Dom Odilo destacou que a Arquidiocese irá se empenhar no acolhimento das diretrizes do Papa Francisco sobre a atenção pastoral específica aos casais que se separaram, ou vivem em nova união depois de um matrimônio celebrado na Igreja ter sido desfeito.

“Vamos ampliar a pastoral jurídica, que inclui os serviços de acolhida, escuta e encaminhamento dos casais ou pessoas que vivem a angústia de um casamento desfeito e de uma participação não plena na vida eclesial”, afirmou o Cardeal. Dom Odilo informou, ainda, que o Tribunal Eclesiástico Interdiocesano de São Paulo está renovando o serviço para essas questões e que serão instituídas ‘câmaras eclesiásticas’ nas regiões episcopais, para facilitar o acesso das pessoas à avaliação de sua situação.

Sínodo Arquidiocesano

O Arcebispo também recordou que ao longo do quadriênio de 2017 a 2020, será encaminhada a realização de um Sínodo Arquidiocesano. Ele explicou que o sínodo é um caminho de reflexão, avaliação, renovação, planejamento e programação, feito com a participação de toda a Igreja particular, por meio dos seus representantes e delegados. “É um evento de grande significado eclesial e pastoral, que requer um amplo envolvimento de todas as forças vivas da Arquidiocese”, ressaltou.

Ainda segundo o Cardeal, o sínodo não deverá ter outra finalidade do que lançar um olhar realista para a realidade eclesial e pastoral em São Paulo, “com o desejo sincero de sermos fiéis à graça de Deus e de correspondermos bem à missão que nos está confiada nesta metrópole”.

Leia aqui a Mensagem de Dom Odilo ao clero na abertura do Ano Pastoral

Curso de Direito Matrimonial e Processual Canônico

Ao final do encontro, Dom Sergio de Deus Borges, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região Santana, avisou sobre o início do curso de Direito Matrimonial e processual canônico, em 6 de abril, ministrado pelo Tribunal Eclesiástico Interdiocesano de São Paulo.O objetivo do curso é capacitar os agentes pastorais para atuar nas câmaras eclesiásticas e realizar investigação pré- judicial ou pastora em favor dos fiéis separados ou divorciados que desejam iniciar o processo de Declaração de Nulidade Matrimonial, voltado para as regiões episcopais, (indicação dos vigários episcopais) dioceses e congregações As aulas acontecerão de 6/04 à 13/07/2017 na Cúria da Região Episcopal Santana, sempre às quintas-feiras das 19h às 21h30. Informações e inscrições pelo telefone (11) 3826-5143 com Maria das 08h30 às 16h30 e (11) 2991-5335 com Izabel. A aula inaugural será dia 31/03 com Dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo metropolitano.