Evento no Setor Paraíso trata da espiritualidade do leigo

A importância da espiritualidade do leigo foi refletida a partir dos números 184-200 do documento 105 da CNBB.
Publicado em: 16/05/2018 - 10:45
Créditos: Redação

Rami Borba

Buscando aprofundar o sentido do Ano Nacional do Laicato, o Setor Paraíso organizou, no dia 9, um momento de reflexão na Paróquia Santíssimo Sacramento. Foram assessores deste encontro Marco Antônio, leigo engajado na Pastoral do Batismo, que atua na Região Ipiranga, e Ivani de Oliveira, leiga que ministra cursos e retiros em Osasco (SP). 

Marco Antônio desenvolveu a temática aprofundando a parábola do Samaritano: “Quem é o meu próximo?” 

“Por meio de interrogações, foi mostrando o sentido do ser leigo dentro de uma Igreja e fora dela. Assim, perguntou: “Como vivenciamos o que aprendemos na Liturgia?”; “Qual a lógica do Reino de Deus?”; “Como nos tornamos próximos de alguém?”; Ele ainda afirmou que o “fizemos a nossa parte” pode não ser a melhor resposta de um leigo engajado. 

Ivani refletiu sobre a importância da espiritualidade do leigo, a partir dos números 184-200 do documento 105 da CNBB. Lembrou que a espiritualidade é o fundamento, a base, a motivação, é “o viver segundo o Espirito” (Gl 5-6).

Os trabalhos foram dirigidos pelo Padre Mário Pizetta, Coordenador do Setor Paraíso. Padre Aparecido Silva concluiu a atividade com uma oração e bênção.