Menino Jesus e Santa Luzia

A A
PADROEIRO
25 de Dezembro
Santa Luzia ou Lúcia
PADROEIRO
13 de Dezembro

Data da fundação

Capelão
Padre Jonas dos Santos Lisboa

Setor

Catedral

Endereço

 Rua Tabatinguera , 104 ,

Contato

 (11) 3104-8032
 Atendimento da secretaria
De segunda a sexta-feira
07
00
12
00
De segunda a sexta-feira
13
00
17
00
Sábado
07
00
17
00
Domingo
07
30
12
30
Breve história 

Capitão General Bernardo José de Lorena, Governador da Capitania de São Paulo, Anna Maria de Almeida Lorena Machado, uma “virtuosa dama da sociedade paulista”,  como a definiu um jornal da época, que  envidou grandes esforços para construir, em sua chácara, uma capela para homenagear o Menino Jesus e Santa Luzia, santos de sua devoção. A Capela sempre foi mantida em perfeito estado de conservação por Anna Maria, que patrocinava festas celebradas sempre nos dias 13 e 25 de dezembro, religiosamente. 

Conforme narrado pela família da fundadora, sua devoção ao Menino Jesus e à Santa Luzia nasceram devido ao fato de, ao retornar de uma viagem de navio que fez a Paris, após ter havido um naufrágio, onde muitas pessoas perderam a vida, Dona Anna Maria foi salva e perdeu todos os seus pertences, entre eles uma lindíssima imagem, estimada por toda sua família,  do Menino Jesus de Praga.

Desesperada, começou a rezar, fervorosamente, por um milagre: o de reaver a imagem do Menino Jesus. Estando na praia, ao amanhecer, posto que se salvara e aguardava o retorno, viu, flutuando, a imagem se aproximar. Anna Maria foi correndo ao seu encontro e, nesse momento, prometeu que, ao regressar ao Brasil, construiria uma Capela em honra ao Menino Jesus e Santa Luzia, o que realizou em 13 de dezembro de 1901, vindo a falecer em 11 de junho de 1903. 

Após sua morte, seus herdeiros mantiveram os cultos na Capela, em atenção a pedido expresso deixado em seu testamento. Com o passar do tempo, os herdeiros começaram a enfrentar problemas financeiros e os cultos e a conservação da Capela foram se tornando mais difíceis para eles, razão pela qual delegaram tal tarefa à Cúria Metropolitana, que se incumbiu dos cuidados até 1921, quando a incumbência passou a ser das religiosas Servas do Santíssimo Sacramento, que vieram a São Paulo para instalar a primeira sede da Adoração Perpétua ao Santíssimo Sacramento. Em 1929, as religiosas se mudaram para um prédio na Rua da Glória e o cuidado da Capela passou aos Padres Sacramentinos. 

Tempos depois, a Capela do Menino Jesus e de Santa Luzia passou a ser cuidada pelos Missionários de São Francisco de Salles, que estabeleceram ali a Capelania dos franceses durante 30 anos até transferi-la para o Colégio Pasteur. A Missão Católica Espanhola instalou-se na Capela e ficou ali por seis anos. Após a saída dos padres espanhóis, a Capela ficou praticamente abandonada. Eis que, em 1970, a pedido de Dom Agnelo Rossi, assumiu a Capelania Dom Ernesto de Paula, bispo da Diocese de Piracicaba que, mesmo com sérios problemas de saúde e com idade avançada, imprimiu uma nova vida à Capela: restaurou o salão paroquial; construiu a ante-sala da sacristia; promoveu festas religiosas e a devoção do Menino Jesus e Santa Luzia, recolheu valiosas obras de arte e as encaminhou ao Museu de Arte Sacra, na Avenida Tiradentes, entre outros feitos. Dom Ernesto faleceu em 1994  e está sepultado na Cripta da Catedral da Sé. Nesse mesmo ano de 1994, mais precisamente no dia 13 de junho, a Capela do Menino Jesus e de Santa Luzia foi tombada.

Paróquia a qual faz parte 
Mosteiros, Igrejas Históricas, Oratórios da Região Sé
Lugar - VF - Categoria e Nome 
Igreja Menino Jesus e Santa Luzia

Missas

De segunda a sexta-feira
08
30
Sábado
08
30
Sábado
16
00
Domingo
09
00
Missa em honra a Santa Luzia
13
08
30
Missa em honra a Santa Luzia
13
10
00
Missa em honra a Santa Luzia
13
15
00
Missa em honra a Santa Luzia
13
16
00

Sacramentos

Batizados

Entre em contato com a Igreja para mais informações.

Crisma

Entre em contato com a Igreja para mais informações.

Curso para noivos

Entre em contato com a Igreja para mais informações.

Primeira eucaristia

Entre em contato com a Igreja para mais informações.

Confissões

De segunda a sexta-feira
Depois da missa
Sábado
Depois da missa
Domingo
Depois da missa